Livro da Danuza Leão: É tudo tão simples.




Gosto de ler as crônicas da Danuza Leão, algumas são controversas, outras caem como uma luva em alguns momentos. 

Estava procurando esse livro há algum tempo, o li nas férias em SP em uma livraria em uma tarde, dessas que ficamos sentadas nessas mega livrarias e podemos ler e folhear a vontade livros sem ninguém te perturbar e sem horário a te cobrar. Gostei. E comprei pela internet depois, o preço estava muito bom. Danuza disse em entrevistas que seria seu último livro, mas ela sempre diz isso, espero que ela mude de idéia.

Danuza tem 78 anos, jornalista, escritora e ex modelo, irmã da cantora Nara Leão. No livro ela diz que é simples simplificar a vida, conta que vendeu seu carro, mudou-se para um apartamento menor,que desfez o guarda roupa e como simplificou a vida a sua maneira, porém não dispensa suas viagens a Europa em primeira classe, seu caviar e outros luxos. Em alguns momentos suas pitadas de "etiquetês" cansa e não condiz muito com a vida das classes brasileiras rs, porém outras regrinhas achei de muito bom tom. O livro diverte, informa. Em alguns momentos cheguei a gargalhar. 

Nas 200 páginas podemos nos divertir, se informar e ainda dar uma lustrada no nosso comportamento em diversos momentos na sociedade.


Algumas frases do livro que  vou compartilhar:

"Boa educação não sai de moda e não é preciso ser rico para ser educado"  sempre achei que educação não se compra, se aperfeiçoa, se aprende, não é mesmo?

"A classe A aprendeu a olhar para certos símbolos de ostentação como sinônimo de mau gosto"

Concordo! É extremamente chato e ridículo, e vou mais além, não é só a classe A, mas qualquer pessoa que goste de ostentar no estilo "aqui meu cartão", "eu tenho isso", "meu marido é isso", e o etc e tal. Pessoal isso é muito chato! Quem tem de "verdade" uma situação confortável não precisa ficar espalhando, concordam?

O que  gostei muito foi ler esse trecho que acho que super combina como o meu modo de pensar e de escrever aqui no meu blog "Bom mesmo é sentar no sofá com um amigo e falar de tudo, das histórias que viveu, misturando reflexões profundas e corajosas com banalidades, na sua maneira pessoal peculiar de ver as coisas, de ver o mundo".

 Adorei e confesso, que visito muitos blogs e em alguns deles eu me sinto assim como se tivesse sentada na sala e no sofá com a pessoa, que gostoso!

O livro, É tudo Simples é para mulheres modernas, Danuza fala sobre as novas famílias, o mundo GLS, as novas tecnologias com seu humor característico! Livro leve e fácil de ler, o li em uma tarde.

Resumindo o livro nos diz que simplicidade é o mais alto nível de sofisticação e que ninguém pode ser feliz se não estiver confortável, e concordo plenamente!

Danuza Leão escreve colunas no Jornal A Folha, se interessar ler suas crônicas clique aqui.

 Danuza Leão escreve também na revista Cláudia na seção Comportamento

Quer conhecer os outros livros da Danuza? Aqui!





5 comentários:

  1. oi Ju, eu tb gosto das cronicas.
    danuza foi juntamente com a irmã nara, simbolos de elegancia e classe.
    hj quase octogenaria ela ainda fica bem de jeans e camisetinha basica.
    fala com suavidade da vida, dos problemas,de tudo um pouco.
    bjs
    lilia
    blog da reforma
    e
    coisa de lilly

    ResponderExcluir
  2. Queria muito comprar esse livro... esse mês compro, sempre esqueço!
    Todo mês compro a Claudia pra ler os artigos dela pq amo.

    ResponderExcluir
  3. Sabe que fui a livraria esta semana e até pensei em compra-lo, depois desisti - estava mudando o foco, tinha ido comprar um presente e quem acabaria presenteada seria eu...rsrs. Mas agora que estou vendo-o aqui me deu um certo remorsinho....rsrs

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Ju,

    gosto da Danuza, já tinha pensado em comprar esse livro, já está na minha lista agora!

    adorei o blog! eu também sou blogueira...rs... faço 5 blogs, quando der passa por lá

    beijo
    Ju

    www.omovel.com

    ResponderExcluir
  5. Li algumas vezes sua coluna e até emails já recebi com seus textos, mas nunca li um livro dela. Algumas entrevistas... então deu para captar! Sobre a questão do desapego, acho super válido e tenho caminhado também para essa prática. Não precisamos de tanta coisa para viver bem! Como uma música antiga que dizia mais ou menos assim... o que se leva dessa vida, é o que se come, o que se bebe, o que se vê.
    Tive aulas de etiqueta quando era criança e, depois de um tempo, elas ficam tão enraizadas na sua conduta diária que se torna natural. As crianças precisam aprimorar, os adultos precisam de bom senso.
    Boa semana!!

    ResponderExcluir

Olá! Tudo bem?
Obrigada pela sua visita e comentário! Fico muito contente!
Gostou do post? Espalhe por ai!