Resumão da Semana e Novidades


Resolvi reaparer no mundo virtual, ebaaaa, o descanso foi bom, vou contar tudo, calma, vamos por partes: resolvi ficar sem ler e-mail, sites, blogs, totalmente desconectada. Fiz testes comigo mesma porque tenho tendência a me viciar em coisas, queria ter domínio sobre meu uso de internet, redes sociais, de forma que eu pudesse viver sem se quisesse, ou que não ficasse totalmente dependente, deixando de viver outros prazeres cotidianos que realmente eu andava deixando. 
Agora eu uso a meu favor, quando não estou a fim simplesmente desconecto-me e pronto, não sinto falta, achei que iria surtar, porque adoro tecnologia, e outras coisas, mas vi que eu consigo não fazer disso um vício.
Estou sem twittar um bom tempo, e não sinto tanta falta, pretendo voltar mas de forma moderada, sem usar como bengala, ou como o único modo de fazer amigos ou de conversar, pois antes eu achava que era minha salvação, pelo fato de estar sozinha em outro estado, cidade, enfim sem amigos presentes. Tudo se resume em uma única palavra EQUILIBRIO.

A semana foi bem agitada, fiz novos e chatérrimos exames, vou passar um procedimento no fim do mês de Novembro ou no meio do mês, ainda estou a marcar data, enfim, era algo que me preocupava muito, mas me resignei a não ficar pensando, sou muito prática, já que tem que fazer, que se faça e depois verei no que vai dar. Pra que ficar sofrendo, não vai adiantar nada. 

Descobri que sofro de um mal da moderninade, segundo avaliação minuciosa do neurologista, tenho SPA - SÍNDROME DO PENSAMENTO ACELERADO,  há anos que se iniciou quando criança mesmo, sempre fui muito precoce, muito nerd, muito intelectual, muito responsável. Ou seja minha mente  NÃO DESCANSA. Informação sobre informação. Estafa das bravas, essa pessoa aqui estava no piloto automático " modo positivo e operante" cabeça e corpo extremamente estafados, oprimidos. Deu pau gente! Tilt! Defeito. Ainda bem que meu costumeiro bom humor irônico permanece inalterado, porque eu sou bem humorada!


Quando estou dormindo estou pensando, lá na frente, analisando, projetando. Durmo pouco. Faço as coisas prazerosamente a noite na madrugada, limpo, lavo, cozinho, escrevo, leio, assisto. Como se fosse de dia. A madrugada me proporciona a paz, e a solidão necessária que necessito. Sou uma pessoa noturna há anos, desde criança mesmo. Mas isso estava me cansando demais, gerando enxaquecas, minando minha saúde. Penso demais, logo sofro demais, sinto demais, adoeço demais. O bom de tudo isso é que meu raciocínio é rápido, porém me desgasta emocionalmente. Tenho uma sede de conhecer, viver coisas, ler, saber além do meu limite, então me foi sugerido como terapia emergencial o DESLIGAMENTO. (Até porque uma máquina funcionando além da capacidade, sem descanso, em alta rotatividade, uma hora vai dar defeito, curto -circuito, rs)

Estou fazendo uma REPROGRAMAÇÃO Neurológica, leva tempo, mas que irá me proporcionar ( caso dê certo) uma qualidade de vida mental mais light. E como base nisso tudo, como uma faxina mesmo comecei a Detox Emocional na qual falei nesse post.  ME FEZ UM BEM ENORME!  Me sinto melhor, e sem culpa alguma ou remorso de escolher só o que me faz bem. São uma série de atitudes saudáveis que estou adotando, que irá refletir em minha qualidade de vida. Eu tenho uma personalidade forte, porém lidar com nossas próprias angústias, fraquezas, não é fácil. 
Mais fácil lidar com a do outro não é mesmo? Sinceramente eu nunca suportei fragilidades, e acho que uso um escudo imbatível até por um tempo, mas que no momento precisei retirar para me cuidar.
Não sou uma super mulher, não sou perfeita, pronto. Melhor viver com essa constatação do que viver engessada em um estereótipo falho que a sociedade nos impõe, ou o meio social do qual vivemos.

Enfim eu estou fazendo análise há dois meses respectivamente, e de longe foi o melhor investimento que fiz em minha vida, e não me conformo porque nunca fiz antes, uma vez por semana como um trabalho de coach mesmo, junto com a analista/terapeuta eu lapido minha personalidade, e me aceito, revejo posições e vou construindo uma Juliana sem neuras, mais light, e removendo camadas de coisas sem uso. Me sinto lisonjeada, porque nas seções se constata que meu ponto forte é o que sempre achei que fosse, minha capacidade de ser uma fênix, de ser de fibra, meu caráter.
Sou normal enfim. Antes eu conseguia me relacionar apenas com quem eu achasse que fosse "um xérox" de meus pensamentos e gostos, hoje já circulo em novos mundos, apenas me atentando com o que for saudável.

Como terapia descobri coisas novas e me foi recomendado pelo neuro e analista FAZER COISAS DE MULHERZINHA!   (se fosse em outros tempos teria mandado se danar quem me falasse isso, rs)


Foi detectado que o lado meu intelectual está muito acelerado e me fazendo sofrer por estar em casa, então pra limpar a mente, resolvi encarar como ARTE TERAPÊUTICA, dessa forma me sinto melhor, rs. 

ME MATRICULEI EM UM CURSO DE CORTE E COSTURA  COM UMA PROFESSORA PARTICULAR. Se em um tempo atrás alguém me sugerisse isso, iria achar que era loucura, mas descobri que amo moda, gosto de coisas bem feitas, sou chata pra isso. Então seria uma forma de explorar o lado meu de mulher que gosta de se vestir bem, e ver coisas bonitas em casa. Gosto muito de presentear, então é uma forma também de me dar e dar prazer aos outros de forma lícita rssss. Começo na primeira semana de Novembro, 3 vezes por semana, durante a tarde até o meio de Dezembro, é um curso pra iniciantes como eu que não sabe pregar um botão. Depois vamos ver onde isso vai dar. 


Devo lembrar que tenho grande influência de Cissa Branco,(minha querida que posso chamar de amiga, penso tanto em você)
Em recente reportagem no Fantástico passou que está na "moda" professoras de costura atender clientes de todos os tipos de profissões, até executivas que querem "desestressar", adorei a reportagem. Depois quero fazer um curso de culinária, preciso muito, mas de culinária light, de pratos elaborados. Então está ai eu fazendo coisas de mulherzinha.

Meu marido está me apoiando, foi como convidado dia desses na minha análise, e foi importante esse apoio, e ele foi comprar feltro, coisas de costura,  resignado e paciente e vai me dar de presente uma máquina de costura, rs.


Imagem Daqui
Estamos analisando ainda qual, e ele ri muito, porque diz que se fosse um tempo atrás, se fosse me presentear com uma eu o teria esfolado, rs. 

Quero fazer umas coisas da minha amiga Fabi Tardochi, vou começar por corações fofos dela que amo, dando minha costumizada. Fabi você não sabe como me faz bem olhar pra esse coração que fica no meu quarto, gosto de olhar para ele porque me lembra você.

Tenho um Pinterest, ( me segue) onde coloco tudo o que encontro de imagem de arte,  fotografias,modelos de roupas, coisas que acho interessantes, se quiser se inspirar me ache lá, tenho muita coisa garimpada, graças a Tays Rocha que abriu esse mundo de novidade pra mim.  Rosana Cumpri é minha guru, eu me identifico com ela, pois ela tmabém tem aceleração de pensamento por bytes de segundo, e mergulha nas artes, pra limpar mente, vive a madrugada e é uma super profissional na área dela,além de ser super divertida, amo gente assim.  Iara Poesia, minha querida amiga, onde eu posso sempre contar como eu sou, o que faço, e damos altas risadas, madrugada adentro de nós mesmas.

Fernanda Sahira que me entende bem, sobre o ato de nos 'desligarmos" do mundo, nem todo mundo nos entende, mas eu a entendo e ela me entende, outra forte lutadora. Lu Aragão que tenho carinho grande, Andreia Lica, Telminha, Giu, Carine, lola, Adriana Balreira, Cris,Eva, Lufe, Mauj, Lucia Klein e tantos outros amigos queridos que passam por aqui. Ana Paula e Josiane Decorafino que sempre vem comentar, nas folgas. Glau e Val Mendel estou em falta com vocês, mas logo chego aí, viu. Obrigada a todos. Clau Finotti, adoro vc! Terla saudade, dos nossos papos doidos e nada politicamente corretos, rss.


Simone Souza, Fadinha! obrigada minha linda amiga! Você é um anjo saiba disso! Eva Mooer que saudade sinto de você! Não vejo a hora de a rever.

Essa semana pensei em muitas pessoas queridas, que gostam de mim, Dama das Cinzas que é uma pessoa que luta muito também, e sempre me visita. Elaine Gaspareto que tenho carinho enorme, penso muito em você, e suas palavras ecoam em minha mente muitas vezes, busco nelas sabedoria quando preciso. Fernanda Reali que me mandou um e-mail bacana, bem pessoal, que guardei como um tesouro, pois ao ler algumas coisas me senti bem, normal rs e que de certa forma me mostra que estou no caminho certo da tranquilidade em minha vida.

A todos que vem me ler, agradeço, logo, nessa semana estarei retribuindo visitas em dia e respondendo os comentários por e-mail, sei que tenho muitos para responder, ao longo dos posts, mas chegarei lá! 

 Então por aqui, além dos meus posts sobre coisas interessantes sobre livros, filmes, fotos, viagens, passeios, cultura, meus textos escritos, vez ou outra minhas "artes terapêuticas" estarão por aqui também, minhas inquietações por assim dizer sempre estarão aqui presentes no blog, vamos ver ao longo do tempo nos meus relatos como será essa vida DESACELERADA, já que ano que vem volto ao batente (ai eu quero ver eu pirar o cabeção na gíria)

28 comentários:

  1. A recíproca é a mesma!
    Te vi neste texto como uma mulher vulcão! (no bom sentido) porque geograficamente falando vulcões são os renovadores da natureza, são atraves deles que os minerais se renovam na Terra e novos elementos se misturam com o ambiente formando futuras materias primas para nós.
    eu sentitua falta, mas quando lembrava do texto anterior ja tinha entenddo o porquê do sumiço e estou acessando pouco também, as vezes a noite depois que faço minhas coisas de casa e cedinho nos finais de semana e assim nas horas vagas eu entro.
    ah, vamos ganahr maquinas de costuras na mesma epoca a diferença é que nao vou tomar curso nao...rsrsrs vou aprender na marra. vamos ver no que é que dá.

    p.s. eu ja configurei para receber tuas respostas por email como vc tinha dito viu

    beijos e se cuide.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju,

    Que bom saber que está se cuidando, seu relato faz com nos identifiquemos muito contigo e a situação atual. Desacelerar é preciso e necessário. Uma qualidade/defeito que tenho é o tal do perfeccionismo, hoje estou conseguindo lidar um pouco melhor, mas é bem complicado achar o famoso equilíbrio. Sabe, é quando começamos a adoecer que paramos para nos dar atenção e ver o que realmente anda acontecendo. Foi assim comigo e aprendi um pouco, sei que tenho muito ainda a aprender, a lidar e superar. Mas é tudo com calma e perseverança. E você, com certeza está se saindo muito bem, como mesma disse, você é mulher de fibra e logo conseguirá seu equilíbrio.

    Fico tão feliz com teu carinho e saiba que é recíproco e verdadeiro, mesmo eu sumindo um cadiquim...rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Parar faz um bem danado! Mudar as coisas que costumamos fazer melhor ainda! Um bom retorno à rotina. Vai com calma, pega leve e tudo vai dar certo.
    Um grande bj

    ResponderExcluir
  4. Diversificar é tuod de bom: amigos com interesses diversos, opiniões diversas, nos oferecem a possibilidade sermos múltiplos, de crescermos com as difereças.

    Diversificar as atividades também nos enriquece e dá um tempero a mais à vida.

    Sobre a costura, me serviu como uma terapia nos meses em que fiz aula. Postei sobre isso, espia

    http://www.fernandareali.com/2010/05/costurando-pensamentos.html

    beijoooo

    ResponderExcluir
  5. Nao sabia que você estava off porque eu também estava por mais de 50 dias... que bom que descobriu o caminho Ju, e que da mesma maneira que pensar muito, pensar pouco também é importante!!
    Valeu pela citacao no post, que aliás foi muito bem escrito!

    Beijosssss

    ResponderExcluir
  6. Ju,

    Como fico feliz em saber que vc se matriculou no curso de corte e costura, é uma coisa maravilhosa, nos faz pensar, analisar, agir com calma, ter atenção apenas naquele projeto, muito bom mesmo, sem falar que é uma diversão enorme. Me li no que vc escreveu, acho que tenho esse mal, nunca para de pensar e conforme meu médico assumi válvulas de escape para lidar com a pressão, só que o cérebro da gente é rápido e transforma a válvula em pressão, por isso o meu estresse e estafa toda, acumulei atividades e o cansaço venceu, ao invés de lidar com a situação estava mascarando a realidade. Agora acho que encontrei o caminho, acredita que essa semana disse meu primeiro não significativo? E foi tão bom, tão libertador, pela primeira vez disse não sem ficar com peso na consciência e sem procurar jeitinho para encaixar as exigências dos outros, e ainda disse não dou conta, não tenho como fazer, me procure o ano que vem com antecedência, kkk, todo mundo ficava me olhando, sem acreditar, chegaram a perguntar para o Tiago se eu estava bem de fato.
    Outra que aprontei, fiz uns 15 ofícios dizendo o que eu precisava e condicionando minhas ações a obtenção dessas coisas, teve gente que quase infartou e eu calmamente expliquei que não sou super mulher, que não tenho obrigação de fazer tudo sozinha e dar conta do mundo, tanto é que dos 4 setores que sou responsável, 3 já fechei as atividades esse ano, sem dó nem piedade, estou me dedicando só a formatura, kkk, estou bem leve.
    Adorei deitar no divã, me fez um bem danado. Gostou muito de vc e acredito na sua força, se precisar de mim, estou aqui.

    ResponderExcluir
  7. Também dei um tempo grande na net...muitas coisas para resolver e pouco tempo para dedicação.Entrei num novo ramo:o do comércio.Nunca soube ganhar um dinheiro com vendas.Um dia comprei um display de joias de prata,um montão de anéis,pulseiras,colares,gargantilhas e braceletes.Não vendi nenhum porque não conseguia oferecer ou obter lucro de pessoas conhecidas...Me sentia errada..(louca totalmente) Acabei icando com tudo...isso já faz um tempão,acho que uns 25 anos...e ainda tenho os benditos anéis pela casa.Agora na loja é diferente,estou desenvolovendo um lado comercial,como vc está desenvolvendo o lado caseiro.Acho que vamos nos dar bem.Vc é jovem e tem tanto talento,ainda sera uma estilista famosa.....quem sabe?Sabe,adoro essas voltas que vc dá.Também dou as minhas e acho que por isso gostamos dos gatos...eles tem sete vidas e nós tantas vezes quanto,mudamos de vida.rsrsrsr....Saudades de vc e de sua risada.....Estamos esperando vcs para o casamento da Silvia...não ouse não comparecer ou acabaremos com suas 7 vidas num golpe só....beijokas

    ResponderExcluir
  8. Preciso me inspirar em vc, sabia? É claro q sinto sua falta lá no tuí (aliás, te mandei uma DM rs), mas entendo sua decisão. É a acertada! Eu tbm ando precisando dar essa desacelerada na internet, entrar numa clínica de recuperação para viciados em internet e deixar isso um pouco de lado! Tem me afetado demais... e pra q, né? rs
    E sobre essas coisas de mulherzinha... vc fez boas escolhas! Eu não tenho um lugar pra uma máquina de costura, mas queria tanto, tanto...
    Um beijo, querida!!! E com certeza vc ficará bem melhor com todas essas decisões e mudanças!

    ResponderExcluir
  9. Ju,
    Estava já com saudades de você. As vezes é bom se recolher mesmo. Tentar saber se a pessoa não está tão viciada assim no mundo virtual. Mas não precisa sumir!!! Volte e tomara que tenha encontrado mesmo o seu ponto de equilibrio.
    Ah, adorei a noticia que está fazendo terapia e se conhecendo mais ainda e vai começar as costuras. É bom demais, essas terapias manuais são ótimas mesmo. Não sei costurar, mas faço ponto de cruz e crochê nas horas que estou muito estressada. Me acalma muito. E sou um pouco como vc, meu cerebro não para de funcionar, minha médica já disse que tenho que ser menos responsável. Me preocupo muito e sou muito perfeccionista. Isso nos acaba!!! Queria tanto ser irresponsável de vez em quando!!!
    Mas vamos vivendo, né? Volte ao mundo virtual que vc faz muita falta mesmo.
    Beijos e adoro muito você
    Adriana

    ResponderExcluir
  10. Jú,

    Que bom que este tempo que tirou para si a ajudou encontrar coisas que lhe dão prazer...sei bem o que é isso, as redes sosciais tem um espaço na minha vida, mas hoje limito um pouco os acessos, assim como vc precisei disso e muitas vezes não sinto falta. Obrigada pelo carinho, a reciproca é totalmente verdadeira. Quero ver suas artes !

    Bjão

    ResponderExcluir
  11. Passei exatamente pelo que você está passando e consegui mudar tudo, sei que você também vai conseguir. Conte comigo.
    ;)

    ResponderExcluir
  12. Ju querida, que bom que você começou a fazer análise, se cuidar, e que está descobrindo muitas coisas acerca de si mesma.
    É bom a gente saber onde dói o calo, porque aí dá pra se cuidar.
    Achei o máximo suas futuras aulas, eu acredito que a arte, seja ela qual for, é a cura pra tudo!!!
    e arte costurística é tudo de bom!!! tu vais botar tua energia ali e desencanar do resto!
    Amei as novidades, Ju!!!
    beijosssssssss e tudo de bom pra ti
    Vero

    ResponderExcluir
  13. Oi Juuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

    Que texto lindo...muito bom esses progressos que a gente alcança e mais ainda quando descobrimos que a ajuda não é muleta e sim companhia...
    Amei ser GURU...ai, agora to missintino!!!!!!!
    Tb ando um tanto quanto afastada (mas ainda não muito) do mundo virtual...eu dependo dele, né?
    Vc tem aulas de costura e não tem máquina...eu tenho máquina e nenhuma aulinha...vamos juntar tudo????????????

    Beijo Ju..saiba que vc me faz falta.

    ResponderExcluir
  14. oi Ju
    estamos precisando de um belo spa para amenizar nosso spa !
    pensei que iria fazer outro curso -mas nada como fazer algo com as mãos , artesanato, handcraft - isto acalma e nos faz sentir vivas - mas mulherzinha Ju - isto não... coisa de mulherzinha (detesto esta palavra) é coisa de mulherão - tomar iniciativa ,depois de algum tempo de treva perceber que se precisa de ajuda - isto é coisa de mulherão e meter a as caras em algo que nunca se fez é coisa de mulherão -
    eu me lembro que quando comecei a reconhecer a minha doença e procurei um medico , além dos medicamentos ele me recomendou uma terapia - e fui fazer o que sempre sonhava e não tinha tempo - pintar - isto me ajudou muito - e tenho certeza que costurar , o fazer algo produzir faz um bem à alma - adorei ler isto -
    bjs
    lu

    ResponderExcluir
  15. Olá minha querida amiga,parar é sempre muito bom, principalmente quando é para desacelerar.Fiquei muito contente em saber que você está se cuidando, e procurando fazer coisas novas,que tenho certeza vai te proporcionar bem-estar. Costurar,é uma terapia pra mim, pois também mexo com minhas agulhinhas nessas horas rs o crochê pra mim é tudo de bom,ocupa minha mente e me distraí bastante. Vem aprender comigo, vou adorar!!!
    Saiba que meu carinho por ti é recíproco,e fico muito feliz pelas palavras que a mim citou aqui no seu cantinho. Precisando, é só me chamar,tá? Estamos juntas!
    Fique bem,amiga!
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
  16. Oummmm como tu é, a cissa vai me xingar pq nao faço o cursinho...Hummmm, mas pesando bem, você podia começar a fazer a linha moda, na vitrine, imagine a cena, queridaaaaaaa quem fez esse vestido luxoooo?Meu bem, essa é uma criação Ju Ramalho, coisa phyna baby...Sei eu deliro, mas só boazinha tá?Falando sério, tens razão no detox, tens razão em te cuidar e muita razão de fazer o bofe comprar feltros com você...imagina,mas me mande noticias ta ? Sinal de fumaça..to esperando

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Ju,
    É isso aí! Tem que ir atrás do que te faz bem, e se a terapia ajuda, vai fundo.
    Ocupe as mãos, arte desacelera a mente.
    E sobretudo faça algo que a Cissa disse: o mundo não cabe em suas costas, então, menina, relaxe.
    Meu lema é: Viva. E deixe viver.
    é isso aí, a gente tem que viver bem, porque, né... nunca sabemos quando o espetáculo acabará e o pano descerá.
    Então, bora viver bem, leve e costurando loucamente rsrsrsrs
    Beijosssssssss, e obrigada pela lembrança

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Que post incrível Ju!
    Queria ter a capacidade de "desabafar"e enxergar a vida assim de forma diferente.
    Também dei uma desacelerada do mundo virtual, mas ainda estou perdida...
    eu sei que vc é uma mulher forte, batalhadora e que assim como eu sofre e se cobra o tempo todo, mas com mudanças de pesamento, atitudes, nós conseguimos o que queremos, não é mesmo? rs
    Fico feliz que tenha se matriculado nas aulas de costura. Vc vai ver como é ótima a "terapia".
    E também é muto bom contar com o nosso companheiro nessas horas. Estou imaginando a cena do Ale comprando feltros! rs
    Estou com saudades, e estou por aqui, vc sabe onde me encontrar:)
    Um beijo sua linda!

    ResponderExcluir
  19. Querida Ju, vc disse a palavra certa Equilibrio, tudo na nossa vida tem de existir equilibrio , vai conseguir, o importante é nos conhecermos e saber o que temos de fazer, outro ponto importante q vc tem tbem é a força de vontade querer mudar.
    Seus parentes e amigos com certeza estarão vibrando por voce.
    beijos meu amor
    muita paz e luz no seu coração
    com carinho

    ResponderExcluir
  20. Cheguei aqui pela Fabi, mas já vi que vou ficar, rsrs
    Lendo seu post, me vi pensando em muitas coisas e mesmo sabendo há muito tempo que eu também preciso "desconectar" sempre falta aquele empurrãzinho!
    Agora, acabei encontrando, rsrs
    É fato que vivemos nessa modernidade maluca, pouco tempo, muita coisa pra fazer e cabeça fervilhando 24 horas. Também estou sempre pensando quando vou dormir e se perco o sono á noite, esses pensamentos voltam, acordo cansada! Pensar demais é de fato cansativo.
    Mas quero ser como você, tirar o pé do acelerador e voltar a viver os pequenos prazeres do dia-a-dia.
    Eu sou mãe de 2 crianças e talvez o meu tempo com eles seja ainda meu único tempo intacto, que eu prezo por qualidade, mas o resto do tempo, vou fazendo as coisas automáticamente. Pensar é preciso, parar é preciso :)
    Adorei seu post! Parabéns
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Ju querida,

    Faça aquilo que lhe traga mais conforto para viver o dia a dia. É interessante a questão da costura. Para situações de estresse são muito recomendadas atividades com as mãos (costura, pintura, jardinagem, etc.) vai fundo! Sucesso na busca e que se reencontre e encontre a paz. Girassóis nos seus dias. Beijos

    ResponderExcluir
  22. Ju,

    O maior dom que a gente tem é a capacidade de apertar o off.
    Algumas vezes o Phodase tambem....rs
    Ate a cinco anos atras eu chegava a trabalhar 16 horas por dia em tres atividades diferentes.Se eu não estivesse produzindo coisas de valor(que eu considerava à epoca) eu entrava em desespero.
    Aprendi pelo lado mais dificil, o corpo cobra. Tive que reaprender e me disciplinar a "ficar atôa" e melhorar a qualidade de vida. Para quem é hiperativo isso é um custo enorme.Mas aprendi e hoje até rio das coisas que fazia. Trabalho hoje numa so atividade e tenho tempo pra ficar atoa, pensar, ler, me divertir.Vivo bem melhor.
    A gente aprende.
    Aprender a apertar a tecla vai ser muito bom pra você.

    bjo procê

    ResponderExcluir
  23. Adorei seu relato! Acho que está no caminho certo.
    As pessoas, no geral, fogem de terapias, pois acreditam que é coisa de doido!
    Não é não!!! Já fiz e recomendo! Ajuda pra caramba!!!
    Também tenho o cérebro acelerado, mas ao contrário de você, sou uma pessoa diurna! Acordo cedo com a corda toda e, fico acelerada o dia inteiro. Estudo trabalho, assovio e chupo cana, tudo ao mesmo tempo rsrs.
    Porém, sou muito espiritualizada e tenho meus momentos de "relaxamento" total! Aprendi a relaxar e meditar e isso me ajuda muito.

    Estou fazendo uma "perigrinação" desde o blog da Fernanda Reali. Já visitei uns 9 blogs e dos 9, 7 eu já seguia e nem me lembrava mais.
    Estive ausente por conta da minha formatura na faculdade e agora estou de volta, mas o seu cantinho eu ainda não conhecia! Adorei! Estou seguindo...
    Vou dar uma olhada mais profunda e te deixo aqui um dos meus links, pois, tenho muitos blogs e vc poderá ir conhecendo aos poucos.
    Será um prazer te receber no "Leio, logo existo!", http://marciagrega.blogspot.com

    Um grande abraço!

    Vou ver se vc tem twitter e te seguirei também, pois, sou tuiteira assumida!

    ResponderExcluir
  24. Eu de novo...
    Eu já te seguia sim, só agora é que eu vi hahaha!
    Mas, mesmo assim voltarei mais vezes agora que tenho tempo. Pelo menos até o ano que vem, quando começarei o meu mestrado!
    Não sei se vc já me segue, de qualquer forma, espero uma visita sua!

    ResponderExcluir
  25. Esse post foi quase deitar no divã de um terapeuta... rs. Colocou tudo pra fora. E ainda teve a sessão lembranças e agradecimentos, que lá estou eu. Obrigada por lembrar de mim!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  26. Cai no seu blog, e gostei!
    Uma atividade manual (costura) vai ser otimo! Traz um certo descanso mental! E nada melhor do que falar pra aliviar (fez sentido??).
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  27. Olá Ju...Amei seu blog e estou seguindo também...e pelo seu perfil vi que você é de Piracicaba, sou de lá também, mas atualmente moro e trabalho na Suiça, a saudade é enorme mas vou me aguentando.
    Um beijo fica bem!!

    ResponderExcluir
  28. reli seu post de quase 3 anos atras....me deu saudade.....amei sua afirmação ....trabalho doméstico é uma arte terapêutica....vou nessa quem sabe me entusiasmo mais???abraços Ju

    ResponderExcluir

Olá! Tudo bem?
Obrigada pela sua visita e comentário! Fico muito contente!
Gostou do post? Espalhe por ai!