Carta Para Você - Há Amor em Mim - Blogagem Coletiva



Eu e meus irmãos no carnaval de 1985


Li um dia que quando a saudade não cabe no coração, ela escorre pelos olhos. Houve muitos momentos em que eu gostaria de ter o dom de fazer o tempo voltar para apagar a tristeza daquele dia, mas penso que se eu assim tivesse feito, teria também apagado as alegrias.
Dizem que o amor tudo pode e suporta. Aos 15 anos suportei ver você se apagar perante meus olhos, foi uma tarde insuportável onde achei que estava dançando uma melodia errada. Mas havia amor ali em mim mesmo naquele momento, amor suficiente que me fez segurar lágrimas para cuidar dos meus únicos dois irmãos e minha mãe dali por diante.
Fiquei adulta precoce naquele dia, pulei fases que não vivi, mas o amor que havia em mim sempre fez valer a pena.

Anos se passaram e na minha formatura havia um vazio palpável ao me virar para a platéia com o sonhado diploma, busquei seu rosto por um momento mesmo sabendo que não estaria ali presente, porém havia amor ali em mim naquele momento que me fez seguir adiante firme e forte, amor acompanhado do orgulho que sei que você poderia sentir por mim se ali estivesse.

Muitos anos depois houve momentos decisivos na minha vida nos quais eu gostaria e queria encontrar a segurança do calor de um abraço, de um conselho, de um “tudo vai ficar bem” e poder chorar no seu peito. Chorei por dias e dias até que em uma noite dessas você veio me visitar através de um sonho, e conversamos muito, você estava sério. E foi tão real sua presença que ao acordar procurei você pela minha casa e não te encontrei. Mas sabia que seu amor havia estado ali comigo naquele sonho.

Muitas vezes me arrependi de algumas coisas que fiz ou opções, decisões tomadas, porém segui mesmo assim adiante com uma determinação desconcertante até, mas dizem que herdei de você essa faceta, e me orgulho disso.
Por coincidência herdei algumas qualidades e defeitos que  lembram você algumas vezes, e no intervalo das pressas cotidianas  que não me permitem demoras vejo que a genética que carregamos muitas vezes grita mais alto. Nessas horas tenho você comigo novamente, que bom!E você vive através do amor que há em mim.

E penso que nossa existência é nula se não soubermos para que existimos,se é para odiar ou amar, dar vida ou matar, dar alegria ou tristeza? Construir algo ou destruir? Voar ou aprisionar alguém? Aprendi que mesmo quando perdemos alguém ganhamos. Ganhamos esperança, resignação, sabedoria, amor e a saudade.

Quero te dizer que a saudade hoje é o amor que tenho por ti de uma forma suportável e o meu coração é um castelo onde você vive independente do tempo, do espaço dos anos, onde a vida e a morte é apenas um detalhe.

Hoje as palavras são portas e elas se abrem para o amor que existe aqui para homenagear você Meu Pai! Pois há amor em mim pela minha família.


*Este post participa da Blogagem Coletiva do Blog de Elaine Gaspareto, Um Pouco de Mim. Clicando no banner se redireciona para a Blogagem Coletiva, venha ler outros post emocionantes.









51 comentários:

  1. Ju, tá loca menina, lembra que falamos no fone sobre esta postagem e ainda te disse, escreve lá o que quiseres, depois a gente não le mais passa por cima.Lembra disso?
    Menina eu pensando em escrever uma carta pra minha mãe e tu pro teu pai.
    Tá loco, sintonia total agora.
    Adorei o que escreveste amiga, adorei e saiba me orgulho de ti por tudo que falaste, por tudo que aprendeste passando por este momento, mas amiga, crescemos, e acredito mesmo, de coração que eles se orgulham de nós.
    Te adoro querida, e te adoro muito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ju, post lindo e cheio de amor. Me emocionei, pois perdi meu pai aos 16 anos, e lembrei de tudo agora.

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Ju!
    Me emocionei lendo seu post.Muito amor nas palavras.Te admiro amiga,e por tudo que falaste,pode crer que ele se orgulha de ti.

    Te gosto muito!

    Um beijo no seu coração!

    ResponderExcluir
  4. oohh, vc me fez chorar :-(
    às vezes eles fazem uma falta do caramba, nao é?
    ...

    tbm perdi meu pai, nao tem tanto tempo qt o seu, já o tinha perdido em vida e isso é o que mais me dói, apesar de ter tido uma chance, ao falar ao seu ouvido do amor que tbm havia em mim, naquele momento, em frente ao seu leito, e ele em coma :-(

    fiquei impressionada com o sonho que teve, falando com ele, convesando longamente, que coisa forte. Aliás, vc é bem forte e seu blog é tao lindo!!!

    ResponderExcluir
  5. Emocionante tua participação e fiquei aqui imaginando a cene da formatura...Saudades que mostram todo esse AMOR! Lindo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Eu confesso que fiquei emocionada com a sua declaração de eterno amor ao seu pai... Estamos para sempre ligados ao amor que mantemos vivos na alma!
    Hoje o amor está colorindo a Blogosfera...Isso é maravilhoso!
    Parabéns por sua participação e por deixar o amor aflorar sempre em sua vida!
    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, Ju! brilhante participação e mais encantador o amor que vc vive!

    Girassóis no seu dia.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Deixa eu enxugar as lágrimas para conseguir escrever.

    Que lindo, Ju! Te u pai deve olhar, cuidar com orgulho e muito amor, dessa menina que virou mulher para cuidar da família.
    Lindo teu texto.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  9. Ju
    Tu me fez chorar!!!
    Que post lindo,transbordando amor.
    Beijos linda.

    ResponderExcluir
  10. Ju, linda declaração de amor! Este seu amor é um pouco o meu... Eles (pais) serão amores eternos em nossas vidas!

    Beijo Bella!

    ResponderExcluir
  11. Oi Ju, é a Vi, estou aqui chorando, pois me veio tanta saudade no meu coração, sua postagem falou tantas coisas de mim mesma, linda.
    Beijos.Vi

    ResponderExcluir
  12. Oi Ju emocionante! Concordo com você Tem que haver muita resignação para lhe dar com a perda!
    Mas o amor que sentimos por alguém jamais se perde se transforma em algo que pode nos fazer uma pessoa melhor!

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Ai Ju!
    Vc sabe que minha história é parecida com a sua...estou tão emocionada que não consigo escrever...me vi ai...tão real e incrível ...
    Lindo, lindo, lindo!!!
    Um beijo amada

    ResponderExcluir
  14. Minha flor
    Onde há saudade houve amor... já nos ensinava Rubem Alves...
    HÁ AMOR EM MIM... HÁ AMOR EM TI... HÁ AMOR EM NÓS...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  15. Ju,
    Que linda carta de amor para o seu pai. Vc me fez agora me emocionar. Quanto amor há em vc... Você é cheia desse amor. Por isso que tanto gosto de vc!
    Beijos com amor
    Adriana

    ResponderExcluir
  16. Minha nossa Ju, como escrever agora com esses olhos cheios de lágrimas... Que post mais lindo! Uau! Belíssima participação! Beijo, beijo e carinhos! ;)
    She

    ResponderExcluir
  17. Linda sua mensagem!Me emocionei porque não posso pensar minha vida sem meu pai.Quando era crinça pedia nas orações para morrer antes dele,só p não passar por essa perda.
    Com certeza ele deve estar te acompanhando sempre!
    Tenha um dia lindo!
    Bjo
    http://eutenhopressaemuitacoisameinteressa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. O amor é algo reamemente maravilhoso, vence qualquer barreira. Independente da presença física ele se faz presente na alma e inunda todo o nosso ser.
    Amei ler sua história.
    Essa blogagem coletiva renova minha cresça de que o amor vencerá, sempre, sempre e sempre...
    Bjks mil
    Renata http://cercaviva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Jú,

    Essa blogagem de amor tem tocado fundo nos corações né...
    Linda homenagem.

    BJão

    ResponderExcluir
  20. Ju,
    tenho saudades de meu pai! Lindo texto.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  21. Ai, Ju... tô aqui chorando! Foi lindo o seu texto! Eu nem imagino como é sentir essa saudade, mas o vazio no dia do diploma... esse eu senti... rs
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  22. Ju...que coisa louca...na minha formatura e no meu casamento eu também procurei, instintivamente, a presença do meu pai. Ele se foi quando eu tinha 11 anos. E o mais louco disso é que o amor nunca acaba não é? Fazem 30 anos que meu pai morreu e não há um minuto sequer da minha vida que meu amor por ele dentro de mim tenha diminuído! Senti isso em vc também!

    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Ju...que coisa louca...na minha formatura e no meu casamento eu também procurei, instintivamente, a presença do meu pai. Ele se foi quando eu tinha 11 anos. E o mais louco disso é que o amor nunca acaba não é? Fazem 30 anos que meu pai morreu e não há um minuto sequer da minha vida que meu amor por ele dentro de mim tenha diminuído! Senti isso em vc também!

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Oi Ju, emocionei-me. Li a minha história aqui que é exatamente igual a sua, eu tinha 14 anos, e todos os dias penso: por que ele não está aqui? Nunca saberemos a resposta.
    Meu coração tem um cantinho especial, que é dele.
    Parabéns!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Esse amor é além das fronteiras...Lindo amor que tens...
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  26. Ei Ju
    Também estou participando da blogagem coletiva.
    Esses seu texto me emocionou demais. Sou muito ligada ao meu pai e ele está doente e logo depois que minha mãe tb esteve doente (mas já está boa, graças a Deus). é a vida nos pregando peças... Mas sei que Deus nos dá força para tudo nessa vida.
    Lindo seu texto, do coração. Sim, Ju, há muito amor em vc, por seu pai e sua família.
    Mil beijos, com carinho

    ResponderExcluir
  27. Oi Ju,

    Nosssaaa, me emocionei MUITO agora!
    Muito lindo esse amor que existe dentro de você... Belíssima participação, beijinhos!

    ResponderExcluir
  28. Juliana,
    Gostaria de comentar com palavras lindas, que fizessem jus ao seu texto. Mas não consigo. Lágrimas demais, emoção demais.
    Hoje soube que meu pai, com quem não falo há 20 anos, está doente. Não senti nada, e isso é ruim demais.
    Sinto saudade de um pai que nunca tive, pode isso?
    e lendo seu texto senti vontade de ter do meu as memórias que você tem do seu. Seu pai, mesmo falecido, está mais vivo do que o meu pra mim.


    Aff, tu me deve um Sorine...

    Beijosss

    ResponderExcluir
  29. Oi Ju,

    Gostei demais e me emocionei com seu texto.
    O amor faz com que a lembrança o torne sempre vivo pra voce e ao seu lado.
    Parabens pela postagem.

    bjo procê

    ResponderExcluir
  30. Oi Ju!

    Vim ler teu post pois também participei da blogagem. Hoje já ri, chorei, me emocionei...tudo isso por conta das muitas histórias que li. Tua história, em especial, me fez lembrar meu pai que se foi há seis anos. Dos muitos momentos em que ele não esteve presente e dos que esteve mas que não conseguia expressar seu amor em forma de afeto. Hoje foi um dia de amor e reflexão. Aqui vi um amor tão grande, que supera o tempo e o infinito, que te transformar tristeza em saudade...chorei de novo! Hoje foi difícil segurar a emoção. Parabéns pelo teu post!

    Carla
    http://pathyarteira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Somos loucas eu sei, mas isso passa, sim a loucura passa, mas depois começa tudo de novo, o que não passa é amor fraterno, por mais que a vida nos tente enrolar ou guiar por qualquer caminho, é muito bom, saber nossas raizes, de onde viemos e quem somos, e o melhor? Ter orgulho disso, mesmo que nem sempre possamos demonstrar, podemos sim amar, isso e gratuito e maravilhoso, na minha opiniao é melhor de cada um, acreddito que só o amor é capaz de mudar, transformar e muitas vezes aceitar ou entender.

    Lindo seu texto, fiel demais a sua personalidade, nada de mascaras ou nhenhenhe né?

    Te adoro tb, me liga, pode ser no skipe(comufaiz?)

    beijos

    fer

    ResponderExcluir
  32. Oi Ju, não entendi se seu pai faleceu ou foi embora de casa. De qualquer forma, seu relato me emocionou muito.
    Fico feliz em saber que você transformou a dor em força e determinação. O amor cura todas as feridas e você soube usar muito bem o amor que há em você.
    Beijo grande,
    Dilti

    ResponderExcluir
  33. Palavra única que torna nossa lingua ainda mais especial: "saudade".

    Especifica, traduz um sentimento tão único quanto bonito, apesar de doloroso.

    ResponderExcluir
  34. Oi Ju, lindo seu post, e a declaração de amor mais ainda. Sabe sou chorona e quando leio coisas tão lindas não consigo conter as lágrimas. Mas fico feliz por teres uma lembrança tão bonita de seus pai, mesmo depoios de tantos percausos e dificuldades. Sua coragem foi grande e seu amor é infinito e isso é muito lindo. Maravilhosa participação beijos.

    ResponderExcluir
  35. oi Ju, amei seu post, é muito dificil viver longe das pessoas que amamos né. me tornei sua seguidora tá , fique a vontade se quiser conhecer meu blog. (307)www.lukoisinhascomarte.blogspot.com.

    ResponderExcluir
  36. Oi Jú.
    É sublime o amor que você descreve por seu pai. É o amor verdadeiro e puro, que está e continuará sempre em seu coração. Entendo a saudade dói demais, mas com o tempo a saudade se juntará com o amor, e o amor é mais forte que a dor. Você entenderá. Bjs.

    ResponderExcluir


  37. Venho te conhecer num momento de encontro de amor e de comemoração pelos 3 anos de Um pouco de mim e você acaba comigo. Estou em lágrimas ao ler essa declaração de amor ao seu pai.

    Fizestes-me recordar de meu pai e de entes queridos que já se foram, mas deixaram lembranças alegres que fazem parte da minha história de vida.

    Parabéns por tão emocionante e linda participação.

    Parabéns a Elaine por promover uma Blogagem que nos leva a desfilar amor por toda a Blogosfera.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  38. Relatos de amor por quem já não está mais conosco sempre me comovem muito.
    Perdi meu pai com mais de 40 anos de idade e me senti por demais abandonada, mesmo tendo uma família enorme comigo.
    Acho muito duro se perder um pai ou uma mãe tão jovem como você perdeu o seu.
    Mas ele realmente só se foi fisicamente. Está totalmente vivo, dentro do seu amor.
    Lindo post!

    ResponderExcluir
  39. Juliana, vc conhece a música Saudade do Diácono Nelsinho Corrêa?
    Lembrei-me dela ao ler seu post.

    Lindo e emocionante!
    Beijos, Elaine Cunha
    www.caminhandocontando.com

    ResponderExcluir
  40. Juliana,

    Haja coração pra aguentar ler tantos depoimentos emocionantes de vida.
    Linda declaração de amor a seu pai.
    Saiba que essa carta chegou ao céu, e seu paizinho deve está muito feliz em recebê-la.
    ELe se foi, mas deixou a marca do amor em você.
    Linda participação. Beijos

    ResponderExcluir
  41. Oi Ju..que linda essa carta..seu pai deve estar lá no céu emocionada..tenho certeza..parabéns..tb estou no mosaico contando um pouquinho do meu amor de criança..beijos
    http://lauisakartes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Emoção pura,nó na garganta,não há como não chorar...Creio que nossos mortos nos vêem ...Seu pai com certeza também foi tocado por esta teia de amor. Parabéns !

    ResponderExcluir
  43. Ju,

    Passando para conferir sua participação na postagem da blogagem da Elaine. Que coisa linda e preciosa oamor pela nossa família, né? Abraço!

    ResponderExcluir
  44. Puxa vida! Emocionante demais ter tantas lembranças de um pai. Eu agora dei de chorar de saudades de um pai que eu não tive, que morreu quando eu tinha nove meses, que fazia planos prá mim, que me via de laço na cabeça, uniforme azul e branco indo para a escola. Maior sonho dele.Há um buraco em mim,, por não saber o que é um pai, como é receber abraços de um pai, mas chega que já não estou escrevendo direito.. Bjb!

    ResponderExcluir
  45. Ju, só hj tive um tempinho realmente de parar prá vir aqui e te ler. Que linda declaração, que lindo relato, um dos posts mais lindos que eu já li até agora... chorei, fiquei e ainda estou engasgada. Teu pai certamente que tem muito orgulho de você, e está feliz.

    Queria muito te agradecer pelo comentário no meu blog, tuas palavras me fizeram tão bem, repensei, me coloquei no teu lugar, me emocionei. Obrigada pelo carinho, pela boa vontade de partilhar tua história prá me ajudar, assim desprendida e desinteressadamente. Eu sempre brinco que só faço comentário-post nos blogs de pessoas que amo, e vou interperetar da mesma forma. Embora eu esteja um pouco ausente, por conta tbm de muita correria, eu sempre lembro de vc e das meninas com muito carinho. Saiba que vc é muito especial prá mim e que eu te desejo tudo de melhor que a vda possa lhe oferecer, porque vc merece. Senti tua falta no TT ontem, depois acabei ficando bloqueada... rsrsrsr.

    Beijos e bom domingo ♥

    ResponderExcluir
  46. Oii nossa emocionante a sua historia..A saudade doi muito..Perdi minha mae nao faz nem tanto tempo,doi muito e lendo agora a sua historia me veio tudo em mente,e,com certezea seu pai esta pertode ti em todos os momentos da sua vida!!BEIJINHOS

    ResponderExcluir
  47. E esse amor é eterno, casado com a saudade imensa que fica.
    Linda sua carta, aliás, tudo que fala de amor é lindo.

    beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  48. Juliana amada de Deus,
    Maravilhosa sua declaração de amor para o seu pai, você se expressou maravilhosamente. Amei.
    Deus te abençoe e te ilumine.
    marcia

    ResponderExcluir
  49. Ôi Ju! Realmente muita linda tua declaração da blogagem coletiva! Se tu for espiritualista como eu, sabe, com toda certeza, que a mensagem chegou a seu destino...E essa é a beleza da vida, um eterno renascer, com chances renovadas infinitamente!
    Já tô te seguindo! Será bem vinda pra conhecer e seguir tbm! Se quiser... Hehehehe
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    Grande bjo!
    Elaine Averbuch Neves

    ResponderExcluir
  50. Linda sua declaração!

    Amiga,tá rolando o primeiro Amigo secreto/ troquinha no meu blog e vim te convidar para participar, o link é esse:

    http://cafeecetim.blogspot.com/2011/10/primeiro-amigo-secreto-do-cafe-cetim_20.html#links

    Vou ficar honrada com sua participação.

    Bjus

    ResponderExcluir

Olá! Tudo bem?
Obrigada pela sua visita e comentário! Fico muito contente!
Gostou do post? Espalhe por ai!